Ferrari confirma saída de Fernando Alonso

Sebastian Vettel pilotará pela equipe italiana

Alonso disputará sua última prova para a Ferrari
Alonso disputará sua última prova para a Ferrari (foto: ANSA)
19:57, 21 NovSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - Agora é oficial. A Ferrari confirmou através de sua conta no Twitter que Fernando Alonso deixará a equipe no final da temporada. O piloto espanhol encerra a parceria de cinco anos com a escuderia de Maranello.

Alonso conquistou 44 pódios e 11 vitórias na Ferrari e os rumores de sua saída estavam aumentando semana após semana. A equipe ainda agradeceu o piloto por todo o tempo que ele ficou na equipe dizendo que ele foi um "orgulho" para o time.

Para o piloto, a decisão de deixar o time foi difícil. "Hoje não é um dia fácil, mesmo que eu sempre espero o futuro com grande entusiasmo e determinação. Porém, no fim da temporada acabará minha aventura na Ferrari". Ele ainda disse que apesar de complicada, "a decisão foi muito pensada e, do início ao fim, prevaleceu o meu amor pelo Ferrari" e que está "orgulhoso" de ter feito parte da equipe.

O ano de 2014 foi a gota d'água para o piloto, já que ele não conseguiu um pódio sequer durante a temporada. A prova deste final de semana, em Abu Dhabi, será a despedida e a última chance do espanhol conquistar algo pela equipe.

A saída dele também foi motivada pela mudança de comando na equipe. Sem Luca di Montezemolo, seu maior apoiador, a situação foi ficando insuportável para ele. Rumores apontam que Alonso e o atual chefe de equipe, Marco Mattiacci, não é dos melhores. Apesar disso, Mattiacci escreveu no site da equipe que "Alonso sempre ocupará um lugar especial na galeria de grandes pilotos da Ferrari".

O destino do bicampeão mundial deve ser a McLaren, que já avisou que só confirma sua dupla de pilotos para a temporada de 2015 após o dia 1 de dezembro.

Sebastian Vettel

Minutos após anunciar a saída do espanhol, a Ferrari anunciou que o tetracampeão mundial Sebastian Vettel será piloto da equipe na próxima temporada. Segundo a equipe, essa é a primeira vez que um piloto com quatro títulos mundiais pilotará o carro do cavalinho rampante.

Para o piloto, assumir o carro vermelho é "um sonho de vida que se concretiza". "Quando eu era criança, Michael Schumacher era o meu maior ídolo e para mim é uma enorme honra ter a possibilidade de pilotar uma Ferrari", escreveu o piloto. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA