Aston Martin voltará para a F1 na temporada de 2021

Última vez que montadora esteve na categoria foi em 1960

Equipe será liderada por Lawrence Stroll, pai do piloto Lance Stroll
Equipe será liderada por Lawrence Stroll, pai do piloto Lance Stroll (foto: EPA)
14:32, 01 AbrROMA ZRS

(ANSA) - Após mais de 50 anos longe da Fórmula 1, a Aston Martin terá novamente uma equipe na principal categoria do automobilismo mundial. A montadora britânica voltará para as pistas a partir da temporada de 2021, assumindo as operações da Racing Point.

A Aston Martin será chefiada pelo empresário canadense Lawrence Stroll, pai do piloto Lance Stroll.

Os acionistas da marca britânica aprovaram um fundo de investimento de R$ 3 bilhões, que foi apoiado com uma quantia de R$ 1,6 bilhão de um consórcio liderado por Stroll. O canadense adquiriu 16,7% das ações da montadora.

"O processo de investimento nesta maravilhosa marca de carros exigiu toda a minha atenção e energia por vários meses.  Certamente houve algumas noites sem dormir. Ao mesmo tempo, foi um dos acordos mais emocionantes em que já estive envolvido. Carros são a minha paixão, grande parte da minha vida, e a Aston Martin sempre teve lugar especial no meu coração. Anunciar que o acordo está finalizado é um enorme privilégio e um dos momentos de maior orgulho da minha carreira", disse Stroll.

A Aston Martin teve uma passagem curta pela Fórmula 1. A empresa britânica disputou algumas corridas entre os anos de 1959 e 1960 com a equipe David Brown Corporation. No entanto, a montadora não teve muito sucesso na categoria e foi para o Campeonato Mundial de Endurance (WEC), onde obteve ótimos resultados.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA