Lewis Hamilton se diz contrário à construção de autódromo no RJ

Britânico afirmou que não concorda com derrubada de árvores

Hamilton falou que não concorda com derrubada de árvores para construção de autódromo
Hamilton falou que não concorda com derrubada de árvores para construção de autódromo (foto: ANSA)
14:26, 08 OutSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O hexacampeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton, se manifestou contrário à construção de um autódromo na cidade do Rio de Janeiro durante a coletiva de imprensa dos pilotos nesta quinta-feira (8).

"Eu esperava não ter que responder sobre isso porque, ultimamente, minha opinião pessoal é de que o mundo não precisa de um novo circuito. Eu acho que há muitos circuitos no mundo que são ótimos. Eu amo Interlagos e eu estive no Rio e é um lugar muito, muito bonito", disse ao ser questionado.

Ao falar especificamente do projeto carioca, o piloto da Mercedes - conhecido por sua luta de preservação ambiental - reforçou que não concorda com a derrubada de árvores para construção.

"Derrubar - e não conheço todos os detalhes disso... apenas ouvi que seria uma corrida sustentável, mas o mais sustentável que pode ser feito é não derrubar nenhuma árvore. Especialmente, em um momento que estamos lutando contra uma pandemia e uma crise no mundo. Com o desmatamento e tudo mais, eu não acho, pessoalmente, que seja uma decisão inteligente. De novo, eu não tenho todos os detalhes, mas não é algo que eu apoio pessoalmente", disse aos jornalistas.

O britânico também ressaltou que ama o Brasil, um lugar "em que tenho uma grande parte dos meus fãs" e que "tenho um apoio imenso ao longo dos anos".

A construção do autódromo de Deodoro está sendo alvo de uma briga judicial há meses, mas conta com o apoio das autoridades cariocas e do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o projeto, milhares de árvores da Floresta de Camboatá serão derrubadas para a obra. Como compensação, elas seriam replantadas em outro lugar.

O Instituto Estadual do Meio Ambiente do Rio de Janeiro está analisando o estudo de impacto ambiental da construção , mas o projeto já teve pareceres negativos do Ministério Público - tanto na esfera estadual como federal.

A F1, desde a década de 1970, disputa provas no Brasil na pista de Interlagos, em São Paulo. No entanto, o contrato venceu em 2020 e ainda não foi renovado. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA