Grosjean não correrá em Abu Dhabi e se aproxima da aposentadoria

Francês não terá seu contrato renovado com a Haas para 2021

Grosjean ao lado dos médicos Ian Roberts e Alan van der Merwe
Grosjean ao lado dos médicos Ian Roberts e Alan van der Merwe (foto: EPA)
10:53, 07 DezROMA ZRS

(ANSA) - O piloto Romain Grosjean, que sofreu um grave acidente no Grande Prêmio do Bahrein, não disputará a última prova da temporada de 2020 e está próximo de se aposentar da Fórmula 1.

O francês afirmou neste domingo (6) que vai seguir focado em sua recuperação e a Haas anunciou que o brasileiro Pietro Fittipaldi terá sequência na equipe norte-americana em Abu Dhabi.

Aos 34 anos, Grosjean não terá seu contrato renovado com a Haas para 2021 e queria fazer sua corrida de despedida, mas disputar o GP de Abu Dhabi colocaria em risco a recuperação do francês.

"É com grande tristeza que anuncio que não estarei apto para disputar minha última corrida em Abu Dhabi. Tentei muito juntamente com o médico para recuperar e cuidar da minha mão, mas o risco de correr é muito grande para a recuperação e minha saúde. Então, foi tomada a decisão de que não vou para a corrida. É uma das decisões mais difíceis da minhas, mas é a mais inteligente", declarou Grosjean em uma entrevista ao site oficial da F1.

Gorsjean disputou 181 provas na principal categoria do automobilismo mundial. Apesar de não ter conseguido vencer nenhum GP na F1, conquistou 10 pódios e correu por três equipes diferentes: Renault, Lotus e Haas.

O terrível acidente que Grosjean sofreu aconteceu na primeira volta do GP do Bahrein, quando o piloto bateu na AlphaTauri de Daniil Kvyat e se chocou no guardrail. O monoposto do francês se partiu ao meio e pegou fogo devido ao rompimento do combustível, mas ele conseguiu sair andando do carro. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA