Ímola relembra 27 anos da morte de Ayrton Senna

Autódromo foi palco do final de semana mais trágico da F1

Homenagens foram realizadas para Senna e Ratzenberger
Homenagens foram realizadas para Senna e Ratzenberger (foto: ANSA)
15:10, 01 MaiBOLONHA ZCC

(ANSA) - O autódromo italiano de Ímola, cenário do final de semana mais trágico da história da Fórmula 1, realizou neste sábado (1º) uma homenagem pelos 27 anos da morte dos pilotos Ayrton Senna, que bateu sua Williams na curva Tamburello em 1º de maio de 1994, e Roland Ratzenberger, austríaco que se acidentou com um carro da Simtek no dia anterior.

As cerimônias foram realizadas com público reduzido devido à pandemia de Covid-19 e ocorreram no autódromo Enzo e Dino Ferrari, onde ambos pilotos perderam a vida.

Pontualmente às 14h17 (horário local), na curva Tamburello, cerca de 100 pessoas respeitaram um minuto de silêncio em memória a Senna, que foi seguido por um longo e afetuoso aplauso. Um buquê de flores foi depositado no muro da curva onde o tricampeão de Fórmula 1 morreu.

Na sequência, o grupo se dirigiu para a curva Villeneuve, local do acidente de Ratzenberger, para prestar uma homenagem semelhante.

Durante a abertura excepcional do autódromo, diversas pessoas, usando máscaras de proteção e respeitando o distanciamento, visitaram a pista a pé. "É bom ver tanta gente feliz em passear em nosso autódromo. Faremos o possível para nós abrirmos com mais frequência aos cidadãos. A pista é um recurso para todos", afirmou o prefeito Marco Panieri. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA