Após antissemitismo, torcedores da Lazio cantam hino fascista

Ultras entoaram a música "Me ne frego" ("Não me importo")

Ultras da Lazio em partida contra o Bologna (foto: ANSA)
17:10, 25 OutBOLONHA ZLR

(ANSA) - Após os episódios de antissemitismo do último domingo (22), torcedores da Lazio voltaram a protagonizar uma polêmica nesta quarta-feira (25), ao entoar o canto fascista "Me ne frego" ("Não me importo", em tradução livre) antes de uma partida contra o Bologna pelo Campeonato Italiano.

Algumas dezenas de ultras do clube da capital cantaram a música enquanto aguardavam para entrar no setor de visitantes do estádio Renato Dall'Ara, arquibancada batizada com o nome de Árpád Weisz, ex-treinador do time da Emília-Romana morto em uma câmara de gás no campo de concentração nazista de Auschwitz.

Além disso, alguns torcedores também fizeram a "saudação romana", gesto de levantar o braço direito com a palma da mão aberta e incorporado por nazistas e fascistas. O número de ultras da Lazio em Bolonha foi menor que o de costume, já que sua principal torcida organizada, a "Irriducibili", boicotou o jogo por causa das polêmicas dos últimos dias.

O grupo foi criticado em toda a Itália, inclusive pelo presidente Sergio Mattarella, por espalhar pelo Estádio Olímpico, no último domingo, folhetos com frases antissemitas e a imagem de Anne Frank com a camisa da Roma. Segundo a "Irriducibili", tratou-se apenas de uma brincadeira.

No aquecimento para o duelo desta quarta contra o Bologna, os jogadores da Lazio entraram em campo vestindo camisas com o rosto da garota judaica e a frase "Não ao antissemitismo". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA