Corte condena jovens por tragédia da Juve na Piazza San Carlo

Quatro marroquinos foram condenados a mais de 10 anos de prisão

Corte condena jovens por tragédia da Juve na Pizza San Carlo
Corte condena jovens por tragédia da Juve na Pizza San Carlo (foto: ANSA)
16:55, 17 MaiTURIM ZBF

(ANSA) - Quatro jovens marroquinos foram condenados hoje (17) a mais de 10 anos de prisão por homicídio culposo, roubo e lesão na tragédia da Piazza San Carlo em Turim, na Itália, que deixou dois mortos em 2017.

Na noite de 3 de junho daquele ano, uma confusão tomou conta da Praça São Carlo, onde torcedores se acumulavam para assistir à partida entre Juventus e Real Madrid pela final da Champions League. O tumulto foi provocado pelo grupo de jovens marroquinos que aplicou spray urticante no público. Ao todo, 1.672 pessoas ficaram feridas e duas morreram, Erika Pioletti e Marisa Amato.

A juíza Maria Francesca Abenavoli, do Tribunal de Turim, instituiu uma pena de 10 anos, 4 meses e 2 dias de prisão aos jovens Sohaib Bouimadaghen, Hamza Belghazi e Mohammed Machamachi, de 21, 20 e 21 anos de idade, respectivamente. Aymeme El Sahibi, de 22 anos, considerado responsável por outros crimes de furto, recebeu uma pena de 10 anos, 3 meses e 24 dias. Os quatros jovens se encontram detidos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA