Ronaldinho Gaúcho deixa cadeia após mais de um mês detido

Ex-craque pagou fiança e responderá processo em prisão domiciliar

Ex-craque ficará um hotel na região central de Assunção, no Paraguai
Ex-craque ficará um hotel na região central de Assunção, no Paraguai (foto: EPA)
14:42, 08 AbrROMA ZRS

(ANSA) - Após mais de um mês detido em uma cadeia em Assunção, no Paraguai, o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho pagou fiança nesta terça-feira (7) e conseguiu alterar o regime para prisão domiciliar.

Com isso, o ex-craque brasileiro e seu irmão, Roberto Assis, vão seguir respondendo ao processo por uso de passaporte adulterado em um hotel na região central da capital paraguaia. A dupla pagou uma fiança de US$ 1,6 milhão (por volta de R$ 8,4 milhões).

O juiz que concedeu a prisão domiciliar foi Gustavo Amarilla, após uma audiência feita em Assunção.

"Obrigado pelo carinho e pelas orações. Muito obrigado", disse o ex-craque brasileiro logo depois de ter deixado a cadeia. 

Tudo começou no dia 5 de março, quando Ronaldinho e o seu irmão ficaram sob custódia em um hotel onde estavam hospedados na capital Assunção. Segundo o Ministério do Interior, as autoridades do país fizeram uma busca no quarto e encontraram documentos adulterados. No dia seguinte, a dupla foi detida pela polícia.

Na prisão, Ronaldinho foi tietado por policiais e diversos fãs. O ex-craque foi até disputado pelos outros presos que queriam o ex-jogador como reforço para o torneio de futebol interno. Alguns vídeos do brasileiro jogando futsal e futevôlei viralizaram nas redes sociais.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA