Diretor da Fifa diz que janela de transferências pode ser adiada

Mercado europeu está marcado para abrir em 1º de julho

Emilio Silvero disse que há possibilidade de ter 'várias janelas' de transferências
Emilio Silvero disse que há possibilidade de ter 'várias janelas' de transferências (foto: EPA)
15:11, 13 AbrROMA ZRS

(ANSA) - O diretor-jurídico da Fifa, Emilio García Silvero, afirmou neste domingo (12) que a próxima janela de transferências, marcada para começar no dia 1º de julho, corre o risco de ter uma nova data de abertura em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Diversos campeonatos pelo mundo estão paralisados em decorrência da Covid-19. A Fifa, por sua vez, precisa lidar com a realização do mercado de transferências e com os contratos de atletas que vencem no dia 30 de junho, já que os torneios devem recomeçar após essa data.

"A Fifa não pode prolongar os contratos para depois de 30 de junho, mas as janelas de transferência não serão as mesmas e os jogadores não poderão ser contratados. O mercado não será aberto em 1º de julho. Se um empréstimo termina em 30 de junho, o jogador, teoricamente, deveria voltar ao seu clube, mas a janela de inscrição não estaria aberta, então o registro não seria tramitado", explicou Silvero em entrevista à rádio "Cadena Cope".

O dirigente espanhola ainda não descartou a possibilidade de abrir "várias janelas" de transferências para que os clubes possam contratar novos atletas.

"Pode haver várias janelas. Dependerá do início e do fim de cada competição. A ideia é que as janelas terminem pouco antes do início de cada campeonato, e não têm que coincidir", disse Silvero.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA