Incerteza na Juve marca início da temporada 2020/21 da Série A

Inter e Milan se reforçaram para tentar frear o clube de Turim

Juve terá a estreia de Pirlo como treinador
Juve terá a estreia de Pirlo como treinador (foto: ANSA)
11:03, 19 SetSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - A temporada de 2020/21 da Série A começará neste sábado (19). Apesar do favoritismo da Juventus ao título, Inter e Milan se reforçaram nesta janela de transferências para tentar impedir o decacampeonato consecutivo do clube de Turim.

Assim como na temporada passada, a Velha Senhora vai estrear na liga com um técnico novo, que desta vez será o ex-jogador Andrea Pirlo. O recém-formado treinador terá a missão de reformular a equipe bianconera.

Além disso, a Juve terá muitas novidades no setor do meio-campo, com as chegadas de Dejan Kulusevski, Weston McKennie e do brasileiro Arthur. Os centroavantes Luis Suárez, do Barcelona, e Edin Dzeko, da Roma, estão muito próximos de fecharem com os bianconeri.

Tudo indica que a Juve de Pirlo será uma equipe agressiva e que valorizará a posse de bola. Com a iminente chegada de Dzeko, o ex-meio-campista poderá criar um tridente ofensivo formado por Cristiano Ronaldo, Paulo Dybala e o bósnio.

Para evitar um novo sucesso da Juve na Série A, o Milan resolveu investir pesado em novas contratações. Uma das principais delas foi a chegada por empréstimo do habilidoso atacante Brahim Díaz, do Real Madrid.

O atacante entrou muito bem no duelo contra o Shamrock Rovers, pela Liga Europa, e mostrou que deverá ser útil para a equipe de Stefano Pioli.

O meia Sandro Tonali é outro reforço de muito potencial para o Milan. Após suas boas temporadas no Brescia, o italiano deu um salto na carreira ao assinar com a equipe rossonera e poderá desenvolver seu alto potencial na Lombardia. Além deles, o belga Alexis Saelemaekers, o francês Pierre Kalulu e o goleiro Ciprian Tatarusanu foram outras novidades.

A Inter de Milão, que sonha com o 19º Scudetto, trouxe o veloz e muito habilidoso Achraf Hakimi, do Real Madrid. Ele teve uma boa passagem pelo Borussia Dortmund e é a grande novidade dos nerazzurri para o início da temporada. O ala poderá ajudar muito no setor ofensivo do 3-5-2 do técnico Antonio Conte.

Outro atleta contratado pela Inter foi o experiente Aleksandar Kolarov, da Roma, que poderá auxiliar na lateral-esquerda e centralizado na defesa. O time ainda comprou o chileno Alexis Sánchez e está perto de confirmar a chegada de Arturo Vidal.

Ainda na Lombardia, a Atalanta conseguiu manter o elenco da excelente temporada passada e fez um bom mercado de transferências, contratando em definitivo Mario Pasalic e trazendo reforços como Aleksey Miranchuk, Cristian Romero e Cristiano Piccini. A única grande perda da Dea foi Timothy Castagne, que se transferiu ao Leicester.

Na capital, a Roma do português Paulo Fonseca sonha em conquistar melhores resultados na Série A. Para isso, trouxe os jovens Carles Pérez, do Barcelona, e Marash Kumbulla, do Hellas Verona.

Ao mesmo tempo, os giallorossi tentam garantir a permanência de Chris Smalling , assim como conseguiu com Henrikh Mkhitaryan. Outra cara nova é o experiente Pedro Rodríguez, ex-Chelsea.

A Lazio, por sua vez, fez um mercado pouco chamativo em comparação com as rivais Inter e Milan. As grandes novidades são o goleiro Pepe Reina e o kosovês Vedat Muriqi.

O Napoli, que deverá brigar na parte de cima da tabela, fez apenas uma grande contratação, que foi a do nigeriano Victor Osimhen, do Lille. Os azzurri perderam poucas peças e manteve a base da temporada passada.

As equipes do Genoa e da Sampdoria, que flertaram com o rebaixamento na edição passada da Série A, trouxeram bastante atletas para tentar dar mais calma aos seus torcedores.

O rossoblù garantiu as permanências dos experientes Mattia Perin e Mattia Destro, além de ter conseguido trazer Andrea Pinamonti, Lennart Czyborra, Davide Zappacosta e Milan Badelj. Os blucerchiati, no entanto, têm como cara nova o japonês Maya Yoshida e o italiano Lorenzo Tonelli. (ANSA).

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA