Senadora argentina quer colocar Maradona na nota de 1000 pesos

Norma Durango já apresentou o projeto ao Congresso do país

Maradona morreu em 25/11 vítima de parada cardíaca
Maradona morreu em 25/11 vítima de parada cardíaca (foto: EPA)
13:30, 09 DezROMA ZRS

(ANSA) - A senadora argentina Norma Durango apresentou nesta semana um projeto ao Congresso do país para colocar o rosto do ex-craque Diego Maradona nas notas de 1000 pesos.

De acordo com a parlamentar, a cédula teria o rosto do ex-jogador de um lado e a foto de um dos dois históricos gols marcados contra a Inglaterra nas quartas de final da Copa do Mundo de 1986 do outro.

No primeiro deles, Maradona superou o goleiro Peter Shilton ao marcar um gol com a mão, já no segundo driblou metade dos rivais ingleses parar anotar o tento, que é considerado um dos mais bonitos de todos os tempos.

"A ideia não é apenas reconhecer nosso ídolos mais importante, mas também pensar na questão econômica. Acreditamos que quando os turistas vierem aqui, eles vão querer levar um 'Maradona' com eles", disse a senadora.

A ideia inicial é que a nota tenha uma fotografia do segundo gol de Maradona. Durango ainda revelou que a decisão final sobre a imagem será tomada pelos legisladores, que deverão ouvir sua proposta no início de 2021.

Atualmente, a nota de 1000 pesos (cerca de R$ 62) tem estampada um pássaro símbolo da Argentina, que é chamado de hornero.

Maradona morreu no dia 25 de novembro aos 60 anos de idade, após sofrer um ataque cardíaco em sua casa. Com a camisa da seleção da Argentina, disputou 91 partidas e anotou 34 gols, tendo conquistado a Copa do Mundo de 1986. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA