Lewandowski bate Messi e CR7 e é eleito o melhor jogador do mundo

Evento da Fifa ocorreu online e premiou os melhores da temporada

Robert Lewandowski foi considerado o melhor jogador pela Fifa
Robert Lewandowski foi considerado o melhor jogador pela Fifa (foto: EPA)
17:22, 17 DezROMA ZCC

(ANSA) - Durante cerimônia virtual, a Fifa premiou nesta quinta-feira (17) os melhores do mundo na temporada 2019/20 em cada uma de suas 11 categorias. O polonês Robert Lewandowski confirmou o favoritismo e foi eleito o melhor jogador do mundo.

O centroavante do Bayern desbancou Messi, do Barcelona, e Cristiano Ronaldo, da Juventus, e recebeu a premiação pessoalmente pelo presidente da Fifa, Gianni Infantino.

O prêmio de melhor jogadora, por sua vez, foi concedido à lateral-direita inglesa Lucy Bronze, do Manchester City.

O evento foi apresentado pelo ex-jogador holandês Ruud Gullit e pela jornalista inglesa Reshmin Chowdhury na sede da entidade em Zurique, na Suíça.

Na abertura, Infantino falou sobre a pandemia de coronavírus e agradeceu aos profissionais de saúde pelo trabalho prestado no combate à doença. Além disso, prestou homenagem aos craques italiano Paolo Rossi e argentino Diego Maradona, que faleceram recentemente, e os considerou "lendas".

A primeira vencedora foi a goleira francesa Sarah Bouhaddi, do Lyon, seguida pelo goleiro alemão Manuel Neuer, do Bayern, que desbancou o brasileiro Alisson, do Liverpool, e o esloveno Oblak, do Atlético de Madrid.

"Foi um dos melhores anos da minha carreira, com certeza. Estávamos confiantes, fizemos coisas fantásticas na temporada, principalmente em 2020. Foi especial o que fizemos em Lisboa, foi fantástico para os torcedores", declarou Neuer após ganhar.

Logo depois, o coreano Heung-min Son, do Tottenham, garantiu o Prêmio Puskás 2019/20 pelo golaço marcado em disputa contra o Burnley na última temporada do Campeonato Inglês.

Na partida, em 7 de dezembro de 2019, ele saiu do campo de defesa em velocidade, passou pelos marcadores e marcou na saída do goleiro. Son superou os uruguaios Luis Suárez, do Atlético de Madrid, e Giorgian De Arrascaeta, do Flamengo.

Já o técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, foi eleito o melhor técnico do mundo pela segunda vez consecutiva, após superar Hansi Flick e Marcelo Bielsa, enquanto que o prêmio de melhor técnica ficou com Sarina Wiegman, da Holanda.

O brasileiro Marivaldo Francisco da Silva, torcedor do Sport que anda quase 60 quilômetros para ver o seu time, conquistou o prêmio Fifa Fan Award, levando a melhor sobre um filantropo escocês e torcedores colombianos.

Durante o evento também foram anunciadas as seleções do ano. A seleção Fifa FIFPro Feminina é formada por Endler, Bronze, Renard, Bright, Cascarino, Bonansea, Verônica Boquete, Megan Rapinoe, Harder, Miedema e Tobin Heath.

Já a masculina reúne Alisson, Alexander-Arnold, Van Dijk, Sergio Ramos, Davies; Kimmich, De Bruyne, Thiago Alcântara; Messi, Lewandowski e Cristiano Ronaldo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA