Corte aceita apelo do Napoli e anula W.O. para Juventus

Penalização de um ponto do clube napolitano também foi anulada

Caso envolve o jogo
Caso envolve o jogo "fantasma" entre Juve e Napoli (foto: ANSA)
14:51, 22 DezROMA ZRS

(ANSA) - O Colégio de Garantia do Esporte, principal instância da Justiça Desportiva da Itália, acolheu nesta terça-feira (22) o recurso do Napoli contra a derrota de W.O. por 3 a 0 diante da Juventus, que havia sido sancionada pelo juiz da Federação Italiana de Futebol (Figc), Gerardo Mastrandrea.

Com a decisão, a penalização de um ponto e a derrota do Napoli diante da Velha Senhora foram anuladas. Uma nova partida entre as duas equipes deverá ser marcada.

Após ter registrado três casos do novo coronavírus dentro do elenco, a equipe napolitana foi proibida pelas autoridades sanitárias de Nápoles de embarcar para Turim para o clássico diante da Juve.

Mesmo sabendo que a delegação do Napoli não conseguiu viajar, a Velha Senhora e a equipe de arbitragem se apresentaram para o duelo no Allianz Stadium. Seguindo o protocolo, o árbitro Daniele Doveri esperou 45 minutos, e na ausência do time napolitano, cancelou a partida.

Antes do confronto, a Agência Sanitária Local (ASL) informou a diretoria do Napoli que não existiam "condições que permitissem o deslocamento em plena segurança" do elenco azzurro.

Segundo Mastrandrea, o Napoli "desistiu" de enfrentar a Juve antes mesmo da proibição da ASL. O juiz revelou que o time cancelou o voo para Turim na noite anterior da decisão das autoridades sanitárias.

Os napolitanos estão na quinta posição da Série A, com 23 pontos conquistados. A Juve, por sua vez, ocupa a terceira colocação, com 27. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA