Mulher atropelada por ex-jogador do Botafogo morre no RJ

Maria Cristina estava internada e não resistiu aos ferimentos

Jogador defendeu a equipe do Botafogo
Jogador defendeu a equipe do Botafogo (foto: Divulgação)
13:18, 06 JanSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - A professora Maria Cristina José Soares, que foi atropelada pelo ex-lateral do Botafogo Marcinho, no dia 30 de dezembro, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta terça-feira (5) no Hospital Vitória, no Rio de Janeiro.

A mulher, que tinha 66 anos de idade, estava se recuperando de um procedimento cirúrgico nas duas pernas no Centro de Terapia Intensiva (CTI). O quadro de saúde de Maria piorou e precisou ser intubada.

O marido de Maria, Alexandre Silva de Lima, também foi atropelado por Marcinho e morreu no local do acidente, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro.

Em 30 de dezembro, Maria e Alexandre estavam atravessando a Avenida Lúcio Costa quando foram atingidos pelo veículo que era dirigido pelo jogador. O ex-Botafogo fugiu do local do acidente sem prestar socorro, mas se apresentou na 42ª Delegacia de Polícia.

Em seu depoimento, Marcinho afirmou para as autoridades que estava dentro do limite de velocidade e sóbrio. Além disso, o lateral garantiu que o casal apareceu repentinamente na frente do carro e não conseguiu evitar o acidente.

Contudo, testemunhas do caso disseram que o veículo estava costurando na pista em alta velocidade e que ele arrastou uma das vítimas por alguns metros. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en