'O gordo está morrendo', teria dito médico pessoal de Maradona

Os supostos áudios de Luque foram divulgados pelo 'Infobae'

Leopoldo Luque é um dos principais suspeitos no caso que investiga a morte de Maradona
Leopoldo Luque é um dos principais suspeitos no caso que investiga a morte de Maradona (foto: Ansa)
12:06, 01 FevROMA ZRS

(ANSA) - Transcrições de supostos áudios enviados pelo médico pessoal de Diego Maradona, Leopoldo Luque, foram divulgadas neste final de semana pelo portal argentino "Infobae". O neurocirurgião é um dos principais suspeitos no caso que investiga a morte do ex-jogador.

Em um dos áudios de uma conversa entre o neurocirurgião e a psiquiatra Augustina Cosachov, Luque afirma que a família do ex-craque "estava ciente" da difícil situação de Maradona.

"Calma, Agustina, fizemos tudo o que podíamos. A família estava ciente da situação, sabia que era um paciente difícil. A única coisa que peço agora é me avisar caso eles estejam com raiva e me diga quais são seus movimentos", disse o neurocirurgião.

Já em uma suposta conversa com um colega, Luque mostrou muita frieza quando soube da morte do ídolo. O médico teria dito na gravação que o "gordo está morrendo".

"Sim, idiota, o gordo está morrendo. Parece que teve uma parada cardiorrespiratória, vou para lá", afirmou o médico particular de Maradona.

Luque foi quem operou o ex-jogador dias antes de sua morte e vem sendo investigado pelas autoridades por homicídio culposo, ou seja, quando não há intenção de matar. Ele também é investigado por ter adulterado a assinatura de Maradona para ter o seu histórico clínico.

Dalma Maradona, filha do ex-campeão argentino, afirmou em suas redes sociais que ouviu as conversas de Luque.

"Acabei de ouvir o áudio do Luque com a psiquiatra. E vomitei. A única coisa que peço a Deus é que se faça justiça e que todos os que têm de pagar paguem. Luque, você é um filho da p..., e esperamos que a justiça seja feita", escreveu Dalma. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA