Spezia é comprado pelo financista americano Robert Platek

Empresário adquiriu 100% das ações do clube italiano

O Spezia disputa a Série A do Campeonato Italiano
O Spezia disputa a Série A do Campeonato Italiano (foto: ANSA)
13:17, 11 FevGENOVA ZRS

(ANSA) - Uma nova era começou nesta quinta-feira (11) no Spezia, que disputa a Série A do Campeonato Italiano. O clube anunciou oficialmente que foi comprado pelo financista norte-americano Robert Platek.

O novo proprietário da equipe da região da Ligúria adquiriu 100% das ações da empresa Orlean Invest, holding do empresário italiano Gabriele Volpi.

No processo de aquisição do Spezia não houve nenhuma participação do fundo MSD Capital, mas somente um investimento pessoal da família Platek.

"Robert Platek, junto com sua esposa, Laurie, e os seus três filhos Amanda, Carolina, Robert Junior, além do seu irmão Philip Platek, grandes apoiadores da Série A, fizeram um investimento, iniciando um projeto de longo prazo", anunciou o clube italiano.

O Spezia é o terceiro clube comprado pelo financista de 56 anos. Além da equipe italiana, Platek é proprietário do Casa Pia, de Portugal, e do Sonderjyske, da Dinamarca.

O norte-americano não está no momento na Itália e a coletiva de apresentação só será acertada quando o novo dirigente estiver no país.

"A Serie A é a elite. Há algum tempo, buscávamos uma oportunidade de fazer uma parceria com um clube italiano. Assim foi com o Spezia, porque tem os mesmos valores que a minha família acredita: trabalho e humildade. Estamos honrados em poder apoiá-lo e ajudá-lo a crescer, almejando o sucesso e deixando os fãs orgulhosos", disse Platek.

De acordo com a imprensa italiana, Platek teria investido por volta de 22 milhões de euros para encerrar a era de Volpi no Spezia, que durou 13 anos.

O Spezia é o sétimo clube da Série A de propriedade estrangeira e o quinto que será administrado por norte-americanos, depois de Milan, Fiorentina, Parma e Roma. O Bologna é liderado pelo canadense Joey Saputo, já a Inter de Milão é comandada pelo chinês Zhang Jindong. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA