Seleção brasileira vence Equador e segue líder nas Eliminatórias

Richarlison e Neymar marcaram os dois gols da partida

Jogadores mostraram total apoio ao técnico Tite
Jogadores mostraram total apoio ao técnico Tite (foto: EPA)
14:17, 05 JunSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O Brasil venceu o Equador por 2 a 0 na noite desta sexta-feira (4), no Beira-Rio, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Com o resultado, a seleção segue invicta na competição e lidera com 15 pontos - quatro a mais do que a segunda colocada, a Argentina.

Os gols da partida foram marcados por Richarlison, aos 19 do segundo tempo, e por Neymar, de pênalti, no fim do jogo. No caso desse último, o atacante havia errado a primeira cobrança, mas após a revisão do árbitro de vídeo (VAR), a cobrança foi refeita e Neymar deu números finais à partida.

No entanto, o momento mais simbólico foi logo após o gol de Richarlison. Famoso por suas dancinhas e por imitar um pombo a cada gol, o atacante foi correndo em direção ao técnico Tite para abraçá-lo, em gesto que foi repetido pelos demais jogadores.

O clima na seleção é bastante tenso por conta de reuniões feitas entre os jogadores, o técnico e o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo. Segundo informações da imprensa especializada, os atletas não querem disputar a Copa América, que será realizada no Brasil, em decisão anunciada na última semana.

O grupo reclama que não foi comunicado ou consultado pela entidade e que soube da decisão pela imprensa. O próprio Tite afirmou que um anúncio oficial será feito pelos atletas na entrevista coletiva após o jogo contra o Paraguai, no dia 8 de junho.

No entanto, ao fim da partida desta sexta, o capitão da seleção, Casemiro, deu mais uma pista de que as informações na imprensa são reais.

"Não podemos falar do assunto, todos sabem nosso posicionamento, mas não vamos falar desse assunto. Mais claro impossível, Tite deixou claro para todo mundo o que nós pensamos da Copa América. Existe um respeito, uma hierarquia que temos que respeitar, queremos dar nossa opinião e aconteceram muitas coisas", disse na entrevista à Rede Globo após o jogo.
 

Casemiro ressaltou que o grupo quer falar, mas "não queremos desviar o foco, porque isso para nós é Copa do Mundo: hoje ganhamos jogo de Copa do Mundo, é importante para nós". (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA