Uefa obriga Ucrânia a retirar frases 'políticas' de uniformes

Novas camisas da seleção ucraniana abriram crise com a Rússia

Camisa da seleção ucraniana abriu crise com a Rússia
Camisa da seleção ucraniana abriu crise com a Rússia (foto: Divulgação/Ucrânia )
11:43, 10 JunROMA ZRS

(ANSA) - A Uefa obrigou nesta quinta-feira (10) a seleção da Ucrânia a mudar o design dos seus novos uniformes, que foram considerados "políticos" por conta da referência à Crimeia, península anexada pela Rússia em 2014.

Após uma "análise profundada" sobre o assunto, a entidade informou que os slogans contidos nas camisas dos ucranianos são "claramente de natureza política" e "devem, portanto, ser retirados".

Por outro lado, a Uefa autorizou a manutenção do mapa da Ucrânia, que possui a Crimeia, nos uniformes da seleção. O uniforme gerou duras críticas de Moscou.

A Uefa também rejeitou o protesto russo contra o slogan "Glória à Ucrânia", aprovado pela entidade desde 2018 e que "pode ser considerado uma frase genérica e apolítica", se analisando isoladamente. O problema, no entanto, estaria na "combinação" com a frase "Glória aos nossos heróis", incluído dentro da camisa da seleção.

O slogan "Glória à Ucrânia! Glória aos heróis!", tirada de uma canção patriótica, se tornou um grito de guerra durante a popular revolta pró-Ocidente de Maidan em 2014, que destituiu o presidente apoiado pelo Kremlin, Viktor Yanukovych. Moscou também associa esses slogans aos grupos nacionalistas da Segunda Guerra Mundial que lutaram contra os soviéticos.

A Federação Ucraniana de Futebol informou que "está em negociações com a Uefa para manter os slogans" nas suas camisas.

Os ucranianos estão no grupo C da Eurocopa e iniciarão a competição diante da Holanda no domingo (13), antes de enfrentar a Macedônia do Norte e depois a Áustria. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA