Após mal súbito, Eriksen terá desfibrilador implantado

Meia da Inter sofreu parada cardíaca em campo na Eurocopa

Eriksen sofreu mal súbito em partida entre Dinamarca e Finlândia
Eriksen sofreu mal súbito em partida entre Dinamarca e Finlândia (foto: EPA)
10:05, 17 JunROMA ZLR

(ANSA) - Após ter sofrido um mal súbito em campo na Eurocopa, o meio-campista dinamarquês Christian Eriksen, da Inter de Milão, vai colocar um desfibrilador implantável devido a seu problema de arritmia.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (17), a Associação Dinamarquesa de Futebol (DBU) disse que a decisão foi tomada pelo médico da seleção, Morten Boesen, e pelos cardiologistas do hospital de Copenhague onde o jogador está internado.

"Após Christian ter passado por diferentes exames cardíacos, decidiu-se que ele deve ter um CDI [cardioversor e desfibrilador implantável]. Esse dispositivo é necessário após uma parada cardíaca depois de distúrbios de ritmo [arritmia]", diz a nota.

O CDI monitora os batimentos do coração para detectar possíveis arritmias e aplicar choques caso a frequência cardíaca diminua muito.

Ainda de acordo com o comunicado, Eriksen aceitou a solução, que também foi recomendada por "especialistas nacionais e internacionais". "Encorajamos todo mundo a dar a Christian e sua família paz e privacidade", acrescenta a DBU.

Eriksen sofreu um mal súbito em campo no último sábado (12), durante a partida contra a Finlândia pela primeira rodada da fase de grupos da Eurocopa. Segundo Boesen, o meia teve uma parada cardíaca e foi ressuscitado com um desfibrilador.

"Foi um choque que fará parte de mim para sempre. A única coisa importante é que Christian está bem", disse o capitão dinamarquês, Simon Kjaer, antes da partida desta quinta contra a Bélgica. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA