Ao receber Azzurra, premiê da Itália diz que time 'fez história'

Mario Draghi teve encontro com jogadores no Palazzo Chigi

Draghi e Gravina segurando o troféu da Eurocopa
Draghi e Gravina segurando o troféu da Eurocopa (foto: ANSA)
15:08, 12 JulROMA ZRS

(ANSA) - Após se encontrar com o presidente da Itália, Sergio Mattarella, a delegação da seleção campeã da Eurocopa participou nesta segunda-feira (12) de uma cerimônia no Palazzo Chigi, em Roma, que teve a presença do primeiro-ministro do país, Mario Draghi.

No evento, o político declarou que a Azzurra deixou os italianos orgulhosos pela conquista do título da Eurocopa. Além disso, destacou que a seleção entrou para a história do esporte da nação.

"Foram sucessos extraordinários. A seleção ganhou a Eurocopa depois de mais de 50 anos e Berrettini foi o primeiro atleta italiano a disputar uma final de Wimbledon. Todos vocês nos empolgaram e nos emocionaram. Sempre tive orgulho de ser italiano e desta vez celebramos juntos, nos deixou orgulhosos por estarmos unidos em nome da Itália", comentou.

O premiê italiano ainda destacou que o esporte faz as pessoas sonhar e garantiu que vai ajudar a futura geração do país.

"O esporte nos faz sonhar, é um instrumento de coesão e o governo decidiu investir nele. Queremos ajudar a nova geração de campeões que vão crescer levando todos vocês como modelos", explicou Draghi.

Os jogadores italianos subiram ao palco e foram premiados pelo premiê, que recebeu uma camisa da Azzurra autografada.

Depois da cerimônia, os jogadores italianos se prepararam para celebrar o título da Euro com os fãs nas ruas de Roma em um ônibus aberto.

A Itália faturou a Euro 2020 ao vencer a Inglaterra nas penalidades em Wembley. Esse é o segundo título europeu do país e marca seu renascimento após a eliminação na fase de grupos nas Copas de 2010 e 2014 e a não classificação para o Mundial de 2018. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA