Seleção italiana celebra título da Euro com desfile em Roma

Passeata em ônibus aberto reuniu multidão nas ruas da capital

Passeata em ônibus aberto reuniu multidão nas ruas da capital (foto: ANSA)
20:20, 12 JulROMA ZCC

(ANSA) - Em meio a uma multidão de torcedores, os jogadores da seleção italiana celebraram o título da Eurocopa com um desfile em ônibus aberto pelas ruas de Roma, na tarde desta segunda-feira (12).

A passeata ocorreu após o time de Roberto Mancini participar de uma cerimônia com o presidente da Itália, Sergio Mattarella, e se reunir com o premiê italiano, Mario Draghi.

O percurso teve início no Palazzo Chigi e passou por algumas das principais ruas da capital italiana: via del Corso, piazza Venezia, via Quattro Novembre, largo Magnanapoli, via del Tritone, piazza Barberini, via Veneto, piazza Brasile e via Pinciana.

Do andar superior do ônibus, os campeões da Eurocopa ergueram o troféu, dando início à aclamação das centenas de pessoas reunidas em torno da Piazza Colonna. Junto com a multidão, todos cantaram o hino nacional da Itália.

Logo depois, o ônibus retornou ao hotel Parco dei Principi, onde os atletas da Azzurra estão hospedados. Cantando "It's Coming Rome, It's Coming Rome" e "Notti Magiche", os jogadores foram recebidos por cerca de mil torcedores.

O zagueiro Leonardo Bonucci e o atacante Ciro Immobile foram os responsáveis para liderar a festa com o megafone. Por conta da pandemia de Covid, o desfile em carro aberto só foi confirmado no final da tarde depois da autorização das autoridades de segurança.

Agora, a seleção de Mancini participará de um jantar comemorativo, que contará com a presença do presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò.

A Itália conquistou a Euro 2020 ao derrotar a Inglaterra nos pênaltis em pleno Wembley. Esse é o segundo título europeu da Azzurra e marca seu renascimento após a eliminação na fase de grupos nas Copas de 2010 e 2014 e a não classificação para o Mundial de 2018. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA