Fifa impede Spezia de contratar jogadores por dois anos

Punição da entidade entrará em vigor a partir de janeiro de 2022

Jogadores do Spezia em uma partida contra a Roma
Jogadores do Spezia em uma partida contra a Roma (foto: ANSA)
11:04, 16 JulLA SPEZIA ZRS

(ANSA) - A Fifa anunciou nesta sexta-feira (16) uma dura punição ao Spezia, que disputa a Série A do Campeonato Italiano. A partir de janeiro de 2022, o clube será impedido de comprar ou vender jogadores por um período de dois anos.

De acordo com a entidade máxima do futebol, os bianconeri violaram as regras de contratação de atletas menores de idade. O Spezia supostamente usou um método para driblar os regulamentos da Fifa e trazer alguns jogadores nigerianos para a Itália.

Além do congelamento no mercado de transferências, o clube ainda foi punido com uma multa de cerca de 450 mil euros.

As irregularidades teriam sido cometidas na época em que o time ainda era administrado pela família Volpi. O clube da região da Ligúria foi comprado em fevereiro pelo financista norte-americano Robert Platek.

"O clube está surpreso e extremamente decepcionado com esta decisão. As alegadas irregularidades ocorreram no período entre 2013 e 2018, portanto sob a gestão anterior do clube. A nova administração não desempenhou nenhum papel nas alegadas transgressões e condena veementemente qualquer sistema que inclua a transferência ilegal de menores", escreveu o Spezia, que declarou que vai apelar contra a medida.

A notícia é um duro golpe para a equipe comandada pelo ítalo-brasileiro Thiago Motta, que chegou para substituir Vincenzo Italiano. O elenco vem realizando sua pré-temporada na cidade de Prato allo Stelvio, no norte da Itália.

Além do Spezia, as equipes italianas da Lavagnese (Série D) e da Valdivara 5 Terre (Promozione) também foram punidas pela Fifa.(ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA