Casos de Covid aumentam quase 5x em Roma após final da Eurocopa

Assessor diz que alta taxa de vacinação evitou 'pior cenário'

Milhares de pessoas foram às ruas comemorar o título da Azzurra na Euro
Milhares de pessoas foram às ruas comemorar o título da Azzurra na Euro (foto: ANSA)
17:42, 20 JulROMA ZGT

(ANSA) - Os novos casos de Covid-19 aumentaram em quase cinco vezes após a final da Eurocopa em Roma, informou o assessor regional de Saúde de Lazio, Alessio D'Amato, nesta terça-feira (20). A competição esportiva foi conquistada pela Itália e reuniu muitas pessoas em frente à televisão, nos bares e nas ruas.

Segundo os dados oficiais, no dia 11 de julho, data da final, a capital italiana registrava uma marca de 122 novas contaminações contra as 557 registradas neste dia 20. A região de Lazio, onde fica Roma, teve um aumento semelhante, com uma alta de contágios pouco mais de quatro vezes maior: 164 no dia 11 e 681 nesta terça.

"Estamos pagando pelo 'efeito Gravina' [referindo-se ao presidente da Federação Italiana de Futebol, Gabriele Gravina], mas sem complicações nos hospitais. Os casos ainda estão destinados a aumentar pelo efeito da queda de cuidados na ocasião das festas pela Eurocopa, e durará ainda alguns dias", ressaltou D'Amato.

Segundo o assessor da Saúde, "menos mal que nós temos uma alta taxa de cobertura vacinal porque não fosse isso, nós teríamos pagado um alto preço pelas festas".

"Não ouso nem pensar o que teria acontecido se a queda nos cuidados fosse acompanhada de uma baixa cobertura vacinal. A vacinação completa previne a internação em unidades de terapia intensiva em 97% e as mortes em 95%, segundo dados do ISS [Instituto Superior de Saúde]", acrescentou.

No entanto, D'Amato voltou a criticar a falta de respeito às regras sanitárias que haviam sido impostas pelo governo de Roma e também da região de Lazio e agradeceu "com todo o meu reconhecimento" aos trabalhadores da área da saúde.

Segundo especialistas, o coronavírus Sars-CoV-2 pode manifestar sintomas entre dois e 14 dias após a contaminação. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA