Um terço dos jogadores da Inglaterra são contra vacina de Covid

Xhaka, do Arsenal, não tomou o imunizante e contraiu a doença

Fabian Delph é um dos atletas que são contra a vacina anti-Covid
Fabian Delph é um dos atletas que são contra a vacina anti-Covid (foto: EPA)
14:39, 02 SetROMA ZRS

(ANSA) - Pelo menos um terço dos jogadores de futebol da Inglaterra não foram vacinados contra o novo coronavírus e nem pretendem fazê-lo, segundo um estudo elaborado pelo jornal "Daily Telegraph".

O levantamento foi realizado entre os atletas dos clubes da segunda, terceira e quarta divisões do Campeonato Inglês.

Cerca de 70% dos jogadores da Championship, League One e League Two já receberam pelo menos uma dose da vacina anti-Covid, ou se declararam abertamente a favor da vacinação. O percentual está em linha com a média nacional.

Na Inglaterra, por volta de 70% das pessoas da faixa etária de 18 a 29 anos já foram imunizadas com a primeira dose da vacina.

Até o momento, as autoridades esportivas do país não obrigam a vacinação dos atletas e muitos, como o meio-campista Fabian Delph, do Everton, já disseram ser contra a vacina.

"Não é uma teoria da conspiração acreditar que o sistema imunológico é capaz de fazer o que foi criado para fazer", escreveu o jogador de 31 anos de idade.

O suíço Granit Xhaka, do Arsenal, contraiu a Covid-19 depois de ter se recusado a tomar a vacina contra a doença. O meia foi afastado e não estará disponível para os próximos jogos dos Gunners e da seleção do seu país. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA