Anvisa determina que 4 jogadores da Argentina sejam deportados

Atletas prestaram informação sanitária falsa ao chegar no Brasil

Lo Celso é um dos atletas afetados
Lo Celso é um dos atletas afetados (foto: EPA)
13:56, 05 SetSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou que a Polícia Federal deporte quatro jogadores da seleção da Argentina que prestaram informações sanitárias falsas ao entrar no Brasil para jogar uma partida válida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 em São Paulo.

Segundo a nota oficial, os jogadores não cumpriram a quarentena obrigatória por conta da Covid-19 para pessoas que vem do Reino Unido.

"Após reunião com as autoridades em saúde, confirmou-se, após consulta dos passaportes dos quatro jogadores envolvidos, que os atletas descumpriram regra para entrada de viajantes em solo brasileiro, prevista na Portaria Interministerial nº 655, de 2021, a qual prevê que viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, estão impedidos de ingressar no Brasil", diz o comunicado.

Os atletas informaram que não estiveram nesses países para poder entrar no Brasil em um voo vindo de Caracas, na Venezuela, mas "notícias não oficiais chegaram à Anvisa dando conta de supostas declarações falsas prestadas por tais viajantes".

"Ante a notícia, a Anvisa notificou de imediato o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde Nacional (CIEVS/MS), que coordena a rede CIEVS, responsável pela investigação epidemiológica junto ao estado de São Paulo e ao município de Guarulhos, para que o caso fosse investigado e rastreado. Diante da confirmação de que as informações prestadas pelos viajantes eram falsas, a Anvisa esclarece que já comunicou o fato à Polícia Federal, a fim de que as providências no âmbito da autoridade policial sejam adotadas imediatamente", acrescentou a agência.

Ao final da nota, a Anvisa afirma que há "risco sanitário grave, e por isso orientou às autoridades em saúde locais a determinarem a imediata quarentena dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro, nos termos do art. 11, da Lei Federal nº 6437/77".

De acordo com a mídia brasileira, tratam-se dos atletas Lo Celso, Romero, Martínez e Buendía, todos jogadores de times britânicos e que estiveram defendendo seus clubes na Premier League. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA