Times da Superliga pretendem entrar com ação contra Uefa e Fifa

Remanescentes do projeto querem desmantelar um 'monopólio'

Juventus, Barcelona e Real Madrid são os responsáveis pela ação
Juventus, Barcelona e Real Madrid são os responsáveis pela ação (foto: Ansa)
12:01, 25 OutBRUXELAS ZRS

(ANSA) - Real Madrid, Barcelona e Juventus, os três clubes remanescentes do projeto da Superliga Europeia, planejam entrar com ações judiciais contra a Uefa e a Fifa, segundo informações do jornal britânico "Financial Times".

Em uma tentativa de desmantelar um "monopólio", o trio pretende acusar as entidades de impedirem a criação de um torneio rival, de acordo com o periódico. As três potências dizem que Fifa e Uefa violaram as regras de competição da União Europeia (UE).

Os documentos, que deverão ser protocolados na Corte de Justiça da União Europeia, apontam que a Uefa não pode aplicar multas enquanto lucram com a organização de competições, como a Liga dos Campeões.

Uma vitória dos três remanescentes da Superliga Europeia permitiria que os clubes tivessem mais controle financeiro dos torneios em que participam.

A ação é mais uma tentativa de reviver a Superliga Europeia, que foi anunciada em abril e naufragou em menos de três dias.

A ideia inicial era fazer partidas nos meios de semana, com presença garantida dos fundadores e tendo o objetivo de assumir o dinheiro distribuído no futebol europeu. O projeto possuía seis times ingleses, seguidos por três da Itália e da Espanha.

Desde o anúncio inicial, porém, a medida foi rechaçada praticamente de maneira unânime por clubes, governos dos países envolvidos, além de protestos de torcidas dos 12 times. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA