Após receber ofertas, Chelsea pode ter novo dono em março

Pelo menos 4 consórcios apresentaram propostas pelo clube

Chelsea é administrado pelo oligarca russo Roman Abramovich
Chelsea é administrado pelo oligarca russo Roman Abramovich (foto: ANSA)
13:28, 22 MarROMA ZRS

(ANSA) - Pelo menos quatro consórcios teriam apresentado ofertas para comprar o Chelsea, que é administrado pelo oligarca russo Roman Abramovich.

O último potencial comprador a entrar na briga pelos Blues, de acordo com a imprensa local, foi a empresa global de investimentos Centricus, que confirmou gerir uma quantia de US$ 38 bilhões em ativos financeiros.

A empresa britânica se juntou a diversos outros concorrentes que declararam interesse em adquirir o Chelsea, como o grupo formado por Martin Brouhgton, o magnata Nick Candy e a empresa de investimentos Aethel Partners.

Um consórcio comandado por Todd Boehly, co-proprietário de Los Angeles Lakers e Los Angeles Dodgers, também pretende administrar a multicampeã equipe londrina. A família Ricketts, dona do Chicago Cubs, seria outra forte interessada no Chelsea.

A documentação necessária e as garantias bancárias dos grupos interessados foram enviadas ao banco de investimentos Raine Group, responsável pela venda do atual campeão da Liga dos Campeões.

Em breve será realizada uma primeira seleção de ofertas, enquanto o processo de venda do clube deverá ser concluído até o final de março.

O oligarca russo Roman Abramovich, atual dono do Chelsea, já abriu mão da presidência do time e confirmou que está o vendendo. O empresário sofreu uma série de sanções do governo britânico em função da guerra na Ucrânia. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA