Mancini diz que derrota é 'maior decepção' de sua carreira

Itália perdeu para Macedônia do Norte e está fora da Copa

Mancini lamentou a eliminação da Itália nas Eliminatórias
Mancini lamentou a eliminação da Itália nas Eliminatórias (foto: A)
20:01, 24 MarROMA ZRS

(ANSA) - Após a Azzurra ter ficado de fora da Copa do Mundo de 2022, no Catar, o técnico da seleção da Itália, Roberto Mancini, afirmou nesta quinta-feira (24) que a derrota em casa diante da Macedônia do Norte foi a "maior decepção" da sua carreira.

Em sua declaração, o comandante italiano relembrou que o título da Eurocopa foi o melhor momento da sua trajetória como técnico, mas a eliminação diante dos macedônios foi a página mais triste da carreira.

"Já que julho foi a melhor coisa que me aconteceu a nível pessoal, esta foi a minha maior decepção. Uma coisa inacreditável aconteceu, fizemos de tudo o que podíamos para vencer, mas algumas partidas são assim", declarou Mancini.

Na sequência, o treinador afirmou que o gol marcado pela Macedônia do Norte nos acréscimos do segundo tempo "parece ter sido proposital" e lamentou o novo vexame da tetracampeã mundial.

Em relação ao seu futuro, Mancini disse que a "decepção é grande demais" para pensar nisso. No entanto, o zagueiro Giorgio Chiellini, da Juventus, defendeu a permanência do treinador no cargo.

O meio-campista ítalo-brasileiro Jorginho, do Chelsea, afirmou que ver a Itália ficar mais uma vez fora da Copa do Mundo "dói muito" e que está "incrédulo" pelo resultado.

"É uma grande decepção e dói muito. Encontrar respostas agora é difícil, ainda estou incrédulo. Empenho não faltou, pois dominamos o jogo, mas infelizmente não conseguimos marcar. Vou lembrar dos pênaltis que perdi nas Eliminatórias por toda a minha vida", lamentou o volante.

Tetracampeã mundial e atual detentora do título da Eurocopa, a Itália ficou de fora de uma Copa do Mundo pela segunda vez consecutiva, um fato que nunca tinha acontecido na história do futebol do país.

A Macedônia do Norte, que venceu os italianos graças ao gol de Aleksandar Trajkovski, lutará pela vaga na Copa do Mundo do Catar contra a seleção de Portugal, que despachou a Turquia.

Federação Italiana de Futebol (Figc)

O presidente da Federação Italiana de Futebol (Figc), Gabriele Gravina, comentou que espera que o técnico da Azzurra, Roberto Mancini, "continue" no comando da seleção.

"Quando você faz parte do mundo do esporte, você tem que respeitar esses veredictos. Estou amargurado e sinto muito pela grande dor que causou essa eliminação, que aconteceu de forma imprevisível. Espero que Roberto Mancini continue, ele tem um compromisso com esse projeto", declarou o cartola. 

 

(ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA