Giro d'Italia pode ser reagendado para depois de setembro

Torneio foi adiado por conta da pandemia do novo coronavírus

Richard Carapaz venceu a edição de 2019 do Giro d'Italia
Richard Carapaz venceu a edição de 2019 do Giro d'Italia (foto: ANSA)
13:43, 15 AbrROMA ZRS

(ANSA) - A União Ciclística Internacional (UCI) vem tentando reformular o calendário da temporada de 2020 do ciclismo. O tradicional Giro d'Italia, que foi adiado por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), deverá ser disputado depois do Mundial da categoria, marcado para o final do mês de setembro, na Suíça.

Na teleconferência entre a UCI, atletas e os organizadores das etapas, foi cogitada que o Giro d'Italia comece após o Mundial de ciclismo, agendado para acontecer entre os dias 20 e 27 de setembro, em Aigle-Martigny, e antes da Volta da Espanha.

As únicas provas que tiveram datas confirmadas pela UCI foram o Tour de France, que será entre os dias 29 de agosto e 20 de setembro, e o Mundial da Suíça.

O Giro de 2020 estava prevista para começar em 9 de maio, em Budapeste, na Hungria, e terminar no dia 31 do mesmo mês. A 103º edição da competição teria 3.579,5 quilômetros de extensão e contaria com 21 etapas.

Outra corrida italiana, a Milão-Sanremo, que também é conhecida como a "Classicissima", não teve uma data confirmada, mas a UCI garantiu que a etapa acontecerá ainda nesta temporada.

"Hoje foi um primeiro passo muito importante. Juntos, reconstruiremos o ciclismo após a Covid-19", declarou o presidente da UCI, David Lappartient.

A crise ocasionada pelo novo coronavírus fez o Tour de France, uma das provas mais tradicionais do ciclismo, adiar o início da competição. O torneio seria disputado a partir de 27 de julho, mas foi reagendo para 29 de agosto, com início em Nice e término em Paris.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA