Estudo propõe testes 48h antes de competições na Itália

Documento do Coni foi encaminhado para o ministro Spadafora

Relatório elaborado pelo Coni foi chamado como 'O esporte reinicia com segurança' (foto: ANSA)
11:18, 28 AbrROMA ZRS

(ANSA) - O Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) desenvolveu um estudo de segurança para a retomada dos treinamentos esportivos no país. O presidente da entidade, Giovanni Malagò, encaminhou o documento nesta terça-feira (28) para o ministro do Esporte, Vincenzo Spadafora.

O relatório, que possui mais de 400 páginas, foi realizado em parceria com a Politécnica de Turim e foi denominado como "O esporte reinicia com segurança".

Nele, o Coni levantou medidas para permitir que todas as 387 disciplinas esportivas saiam da emergência da Covid-19 assim que chegarem as autorizações necessárias do Palazzo Chigi, sede do governo italiano.

Entre algumas das indicações para a volta dos esportes coletivos, o estudo apontou a obrigação do uso de máscara e respeitar o distanciamento social no banco de reservas. Os atletas deverão ainda fazer testes 48 horas antes de cada competição.

O Coni também citou o tênis, o golfe e a ginástica artística como alguns dos esportes onde a possibilidade de contágio é menos provável de acontecer. Os níveis de risco serão baseados de 0 (inexistente) a 4 (alto).

De acordo com a chamada "fase dois" do combate contra o coronavírus na Itália, o governo vai liberar que as pessoas possam treinar individualmente ao ar livre a partir do dia 4 de maio. Já trabalhos coletivos só serão permitidos no próximo dia 18.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA