Simone Biles desiste de mais 2 finais e abre caminho para Rebeca

Americana não competirá nas decisões do salto e das barras

13:41, 31 JulSÃO PAULO ZLR
(ANSA) - A multicampeã olímpica Simone Biles não participará das finais da ginástica artística feminina no salto e nas barras assimétricas e não confirmou sua presença nas decisões do solo e da trave.
    A ginasta já havia abandonado a final por equipes no decorrer da disputa, após uma apresentação ruim no salto, e desistido de competir na decisão do individual geral para focar em sua saúde mental.
    "Após novas consultas com a equipe médica, Simone Biles decidiu se retirar das finais do salto e das barras assimétricas. Ela continuará sendo avaliada diariamente para determinar se vai competir nas finais do solo e da trave", diz um comunicado da equipe de ginástica dos Estados Unidos.
    Biles será substituída pela americana MyKayla Skinner no salto, que passa a ter a brasileira Rebeca Andrade, prata no individual geral, como favorita ao ouro, e pela francesa Mélanie de Jesus dos Santos nas barras assimétricas.
    "Continuamos maravilhados com Simone, que segue lidando com essa situação com coragem e graça", acrescenta o comunicado.
    A estrela da ginástica americana havia se classificado para a final do salto com a melhor nota de todas (Rebeca foi a terceira) e para as barras assimétricas em oitavo lugar. Na última terça-feira (27), Biles admitiu que abandonou a final por equipes devido a preocupações com sua saúde mental.
    "É como lutar contra todos aqueles demônios e vir aqui. Tenho de colocar meu orgulho de lado", disse a atleta, acrescentando que "não confia tanto" em si como costumava acontecer.
    Talento precoce da ginástica artística, Biles conquistou seu primeiro título mundial em 2013, quando tinha apenas 16 anos, e logo passou a dominar a modalidade. Com duas Olimpíadas no currículo, a americana totaliza seis medalhas até o momento, sendo quatro ouros e um bronze no Rio de Janeiro e uma prata em Tóquio.
    A atleta era considerada o grande nome das Olimpíadas de 2020 e havia chegado ao Japão sob a pressão de conquistar seis medalhas de ouro na ginástica. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en