Personalidades da Itália homenageiam dupla de ouro do atletismo

Jacobs e Tamberi subiram no lugar mais alto do pódio em Tóquio

Marcell Jacobs e Gianmarco Tamberi celebram ouro em Tóquio
Marcell Jacobs e Gianmarco Tamberi celebram ouro em Tóquio (foto: ANSA)
14:42, 02 AgoTÓQUIO ZRS

(ANSA) - O velocista Marcell Jacobs e o saltador Gianmarco Tamberi entraram para a história do esporte italiano ao conquistar dois ouros olímpicos em Tóquio, no Japão, em um espaço de poucos minutos. As medalhas tiveram ampla repercussão no país, e os atletas foram elogiados por diversas personalidades.

Jacobs subiu no lugar mais alto do pódio na prova dos 100 metros rasos. Na oportunidade, o italiano bateu 9s80 e ficou na frente do norte-americano Fred Kerley e do canadense Andre de Grasse.

Além disso, o país europeu quebrou a hegemonia da Jamaica, que conquistou as últimas três edições do megaevento esportivo, todas elas com Usain Bolt.

Tamberi, por sua vez, venceu o ouro no salto em altura e foi protagonista de um dos momentos mais belos da atual edição das Olimpíadas. Ele e o catari Mutaz Barshim empataram na liderança e dividiram o lugar mais alto do pódio. Essa foi a primeira vez em mais de um século que uma prova olímpica do atletismo termina com igualdade na primeira colocação.

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, afirmou que sentiu uma "grande satisfação" em ter visto as duas medalhas de ouro conquistadas no atletismo. Já o primeiro-ministro Mario Draghi disse que Jacobs e Tamberi "honraram" o país.

"Jacobs e Tamberi reescreveram a história. Tenho orgulho deles. Parabéns ao atletismo, hoje temos o homem mais rápido do mundo e aquele que pula mais alto no mundo, vocês fizeram o país ficar orgulhoso", celebrou Giovanni Malagò, presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), em entrevista à ANSA.

A cantora Laura Pausini publicou em suas redes sociais uma mensagem para os dois medalhistas italianos. "Muito bem, rapazes! A Itália voa mais alto e mais rápido", escreveu.

"Como pode ser pesado esse sonho chamado Olimpíadas. Como um abraço pode ser libertador depois de escrever a história. Salto após salto, metro após metro. Duas medalhas, duas lendas, dois sonhos que nenhum despertar pode cancelar", disse o goleiro Gianluigi Buffon, do Parma.

Nas redes sociais, diversos usuários compartilharam mensagens celebrando a vitória dos dois competidores italianos. As imagens do abraço de Tamberi e Barshim também rodaram o mundo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA