Valentino Rossi anuncia que se aposentará no fim de 2021

Piloto italiano da MotoGP vai encerrar carreira de quase 30 anos

Rossi anunciou sua aposentadoria depois de 30 anos de carreira (foto: EPA)
14:31, 05 AgoROMA ZRS

(ANSA) - O piloto italiano de MotoGP Valentino Rossi, de 42 anos de idade, anunciou nesta quinta-feira (5) que se aposentará da categoria no fim da atual temporada.

A decisão de Rossi é impactante, pois o italiano é um dos maiores nomes da MotoGP, mas não é uma surpresa. O piloto já vinha confirmando que prosseguiria com a carreira conforme seu desempenho, mas a performance em 2021 não vem sendo muito positiva. Em nove corridas, o "Doutor" somou apenas 17 pontos e ocupa a 19ª colocação do campeonato.

Rossi colocou um ponto final em uma carreira de quase 30 anos, sendo uma das mais vitorias e marcantes da história da MotoGP.

Além de ter conquistado o coração dos fãs, o italiano foi um dos grandes responsáveis pela popularização da modalidade.

"Escolhi parar no fim da temporada, infelizmente essa será minha última metade de campeonato como piloto. Lamento muito, queria seguir correndo por mais 20 ou 25 anos, mas infelizmente não é possível. Foi bom, tive momentos inesquecíveis em que me diverti muito. Ando de moto há pelo menos 30 anos, minha vida vai mudar", disse Rossi na coletiva.

O italiano ainda destacou que sempre continuará sendo um piloto e não excluiu a possibilidade de correr em carros. Rossi, no entanto, assegurou que ainda nenhuma decisão foi tomada.

O "Doutor" poderia ter continuado na categoria, já que o príncipe saudita Abdulaziz bin Abdullah queria que Rossi pilotasse em 2022 ao lado do seu irmão, Luca Marini, na recém-criada equipe satélite da Ducati, que carrega o nome do italiano.

Um dos gigantes da MotoGP, o italiano venceu 115 corridas, largou na pole-position em 65 ocasiões e subiu 235 vezes no pódio. Além disso, Rossi conquistou nove títulos mundiais, sendo dois deles nas classes 125cc e 250cc.

Desde 1996 no Mundial de Motovelocidade, Rossi faturou seu primeiro título da MotoGP em 2001, quando a categoria ainda era conhecida como 500cc. Ele também faturou os campeonatos de 2002, 2003, 2004, 2005, 2008 e 2009.

Apesar de não estar mais nas pistas, Rossi seguirá presente no paddock da MotoGP com a equipe VR46, que é de propriedade do italiano. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA