Atletismo de ouro empurra Itália para resultado histórico

País bateu recorde de medalhas em uma mesma edição de Olimpíadas

Marcell Jacobs, Eseosa Desalu, Lorenzo Patta e Filippo Tortu conquistaram ouro no revezamento 4x100m
Marcell Jacobs, Eseosa Desalu, Lorenzo Patta e Filippo Tortu conquistaram ouro no revezamento 4x100m (foto: EPA)
13:39, 07 AgoSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A Itália se acostumou a esperar um caminhão de medalhas olímpicas em esportes como esgrima e tiro, mas foi o atletismo que catapultou o país para sua melhor participação na história das Olimpíadas.

Com cinco medalhas de ouro, o esporte que mais simboliza o espírito olímpico se tornou carro-chefe do time azzurro em Tóquio, superando até mesmo a esgrima, principal fonte de pódios na história da Itália e que obteve cinco no Japão, mas nenhum dourado.

A última conquista chegou nos pés da equipe masculina do revezamento 4x100m, formada por Lorenzo Patta, Marcell Jacobs, Eseosa Desalu e Filippo Tortu e que venceu a Grã-Bretanha por apenas um centésimo.

Antes disso, Jacobs já havia surpreendido o mundo ao faturar o ouro nos 100m rasos, poucos minutos depois de Gianmarco Tamberi ter ficado em primeiro lugar no salto em altura, dividindo o degrau mais alto do pódio com o catari Mutaz Essa Barshim.

As outras duas medalhas douradas vieram nos 20 km da marcha atlética masculina e feminina, com Massimo Stano, que nunca havia subido ao pódio de uma grande competição internacional, e Antonella Palmisano. "Estamos no teto do mundo", comemorou Jacobs após seu segundo ouro.

O atletismo é responsável por cinco das 10 medalhas douradas da Itália em Tóquio. O país não conquistava tantos ouros em Jogos Olímpicos de Verão desde Atenas 2004 (10), sendo que ainda faltam dois dias de competições - o recorde azzurro é de Los Angeles 1984, com 14.

Para se ter uma ideia do quão surpreendente é esse resultado, o atletismo italiano conquistou mais ouros em Tóquio do que nas últimas oito Olimpíadas somadas.

Além disso, a Itália já acumula 38 medalhas no Japão (também soma 10 pratas e 18 bronzes), melhor resultado em sua história olímpica. Até agora, as maiores marcas eram de Los Angeles 1932 e Roma 1960, ambas com 36.

"Hoje é mais um dia para emoldurar. Medalha de ouro no 4x100m e recorde absoluto de medalhas olímpicas em uma única edição", diz uma mensagem no Twitter do governo italiano.

"Estamos escrevendo a história! Recorde de medalhas, recorde de emoções. Obrigado, azzurri. Obrigado, Itália. E o verão italiano ainda não terminou", reforçou a subsecretária de Esportes do governo, Valentina Vezzali. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA