Itália quebra recorde de medalhas em Tóquio com ouro no caratê

Luigi Busà subiu no lugar mais alto do pódio na categoria kumite

Luigi Busà derrotou azeri Rafael Aghayev (foto: EPA)
11:02, 06 AgoTÓQUIO ZRS

(ANSA) - O carateca Luigi Busà derrotou nesta sexta-feira (6) o azeri Rafael Aghayev e faturou mais um ouro para a Itália em Tóquio, no Japão. Com 37 medalhas, o país quebrou seu recorde de pódios em uma mesma edição das Olimpíadas.

A medalha que fez a Itália superar as campanhas de Los Angeles 1932 e Roma 1960 veio de uma modalidade estreante nas Olimpíadas. O atleta siciliano, de 33 anos de idade, subiu no lugar mais alto do pódio na categoria kumite (até 75kg).

O país europeu igualou a sua histórica marca de medalhas com o ouro de Antonella Palmisano, que venceu hoje (6) a prova feminina dos 20km da marcha atlética. O pódio de Busà, por sua vez, permitiu que a Itália conquistasse seu principal objetivo em Tóquio.

Das históricas 37 medalhas italianas no Japão, duas vieram do caratê. Antes de Busà, a carateca Viviana Bottaro ficou com o bronze na modalidade kata ao derrotar a norte-americana Sakura Kokumai.

Em oitavo lugar no ranking de medalhas das Olimpíadas, a Itália soma nove ouros, 10 pratas e 18 bronzes. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA