Bebe Vio revela que quase teve braço amputado antes dos Jogos

Medalhista de ouro em Tóquio teve uma infecção no membro

Bebe Vio faturou a medalha de ouro em Tóquio
Bebe Vio faturou a medalha de ouro em Tóquio (foto: ANSA)
14:03, 30 AgoROMA ZRS

(ANSA) - Multicampeã paralímpica e medalhista de ouro nos Jogos de Tóquio, a esgrimista italiana Bebe Vio revelou que correu sérios riscos de perder o braço esquerdo em virtude de uma grave infecção.

A jovem de 24 anos de idade garantiu o ouro nas Paralimpíadas ao derrotar a chinesa Jingjing Zhou, por 15 a 9, na categoria B do florete feminino. A italiana faturou sua segunda medalha paralímpica consecutiva, após subir no lugar mais alto do pódio em 2016, no Rio de Janeiro, quando bateu a mesma adversária.

A infecção colocou em jogo não só a participação de Vio em Tóquio e a possibilidade de continuar sua carreira na esgrima, mas também a própria vida.

"Eu corri o risco de ter meu braço amputado. No dia 4 de abril tive que operar e parece que eu não deveria estar nessas Paralimpíadas. Preparamos tudo em dois meses, não sei como diabos eles fizeram isso. Não pensava em chegar até aqui, porque eu estava com uma infecção", explicou a paratleta em entrevista ao "Corriere della Sera".

A italiana revelou que de acordo com o primeiro diagnóstico dos médicos, ela teria o braço amputado dentro de duas semanas e morreria em pouco tempo.

"Eu estou feliz, agora vocês compreendem porque eu chorei tanto? O ortopedista fez um milagre, toda sua equipe era muito boa. Essa medalha absolutamente não é minha, mas de todos eles", destacou Vio.

A esgrimista é uma das paratletas mais famosas da Itália e do mundo, além de ser uma das principais estrelas da atual edição das Paralimpíadas. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA