Com 43 medalhas, Itália supera campanha das Paralimpíadas de 2016

País conquistou 39 pódios nos Jogos do Rio de Janeiro, no Brasil

Giulia Terzi subiu no lugar mais alto do pódio nos 100m S7
Giulia Terzi subiu no lugar mais alto do pódio nos 100m S7 (foto: ANSA)
10:08, 31 AgoTÓQUIO ZRS

(ANSA) - A Itália seguiu nesta terça-feira (31) vencendo medalhas nas Paralimpíadas de Tóquio e superou a quantidade de pódios da edição de 2016 do megaevento esportivo, no Rio de Janeiro. No total, o país europeu contabiliza 43 medalhas no Japão, contra as 39 registradas no Brasil.

A delegação italiana superou a campanha dos Jogos Paralímpicos de 2016 com a prata de Alberto Amodeo, de 20 anos de idade, na decisão dos 400m livre S8. O lombardo ficou atrás somente do russo Andrei Nikolaev.

A natação do país seguiu mostrando sua força em Tóquio com o bronze de Xenia Palazzo nos 400m livre S8 feminino. Essa foi a terceira medalha da italiana nestes Jogos, depois da prata nos 200m medley e do ouro no revezamento 4x100m estilo livre.

Assim como Amodeo, o nadador Stefano Raimondi ganhou a prata nos 100m borboleta da categoria S10. Essa foi a quarta medalha do italiano em Tóquio.

Giulia Terzi, por sua vez, subiu no lugar mais alto do pódio nos 100m livre S7 e estabeleceu o novo recorde paralímpico da prova. Esse também foi o quarto pódio da atleta na atual edição dos Jogos.

A expedição da Azzurra ainda faturou cinco medalhas de prata, sendo uma no lançamento de disco, com Assunta Legnante, e outras quatro no ciclismo, que foram de Fabrizio Cornegliari (no H1), Luca Mazzone (no H2), Francesca Porcellato (no H1-3) e Giorgio Farroni (no T1-2).

No geral, a Itália possui 43 medalhas em Tóquio, com 11 ouros, 18 pratas e 14 bronzes. A nação está em nona na classificação do megaevento esportivo. (ANSA).

   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA