DJ italiano diz que foi agredido pelo lutador Conor McGregor

Facchinetti comentou que o irlandês é uma pessoa 'perigosa'

Conor McGregor durante uma edição do Grammy, em Los Angeles
Conor McGregor durante uma edição do Grammy, em Los Angeles (foto: EPA)
12:25, 18 OutROMA ZRS

(ANSA) - O DJ e apresentador italiano Francesco Facchinetti afirmou no último domingo (17) que o lutador Conor McGregor o agrediu dentro de uma boate em Roma.

Em suas redes sociais, Facchinetti comentou em um vídeo que recebeu um soco do irlandês sem um motivo aparente. O músico ainda mostrou um ferimento na boca.

"Decidi denunciar o McGregor porque seus punhos são como armas. Ele me deu um soco na boca e quebrou meu nariz na frente de 10 testemunhas. Ele me atacou sem nenhum motivo, já que nós conversamos por horas e nos divertimos muito juntos. Eu poderia ficar quieto, mas estou aqui para dizer que ele é uma pessoa violenta e perigosa. Foi um milagre eu não estar gravemente ferido", disse o DJ.

Facchinetti não descartou a ideia de processar McGregor pela agressão, que aconteceu no último sábado (16).

Wilma Faissol, esposa de Facchinetti, também estava no local e testemunhou a agressão. Ela afirmou que o seu marido poderia ter morrido.

"Felizmente eles estavam muito perto, então o McGregor não conseguiu acertar muito bem o golpe, mas ainda assim poderia ter matado o Facchinetti. Meu marido voou para trás e caiu sobre uma mesa", disse Faissol.

O músico, que era fã do lutador irlandês, concluiu que ele é "apenas um valentão" e está torcendo para que ele pague pela agressão. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA