Apesar da Ômicron, China garante realização dos Jogos de Inverno

Governo afirmou que variante vai trazer 'alguns desafios'

Profissionais da imprensa visitando um dos complexos esportivos das Olimpíadas
Profissionais da imprensa visitando um dos complexos esportivos das Olimpíadas (foto: EPA)
09:52, 01 DezPEQUIM ZRS

(ANSA) - Apesar da rápida disseminação da variante Ômicron pelo mundo, a China garantiu que os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim serão disputados em fevereiro do próximo ano.

De acordo com Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do país asiático, a variante do novo coronavírus vai trazer "alguns desafios", mas acrescentou que a China "tem experiência" no combate contra a doença.

"A Ômicron trará alguns desafios em termos de combate ao vírus, mas a China tem experiência neste setor e estou plenamente convencido de que as Olimpíadas de Inverno acontecerão sem preocupações", destacou Lijian.

A próxima edição dos Jogos Olímpicos de Inverno está marcada para acontecer entre os dias 4 e 20 de fevereiro, na capital chinesa.

Os organizadores do megaevento esportivo afirmaram recentemente que o vírus seria o "maior desafio" das Olimpíadas de Inverno. No entanto, o país está determinado a fazer uma competição tranquila.

A China conseguiu suprimir o novo coronavírus adotando restrições de viagens e lockdowns instantâneos, mas surtos da variante Delta colocaram as autoridades do país asiático em alerta máximo. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA