Renzi pede 'coragem' para reformas na Itália

O premier discursou no Senado e pediu um voto de confiança

Premier italiano pede voto de confiança ao Senado
Premier italiano pede voto de confiança ao Senado (foto: ANSA)
19:57, 24 FevROMA ZBF

(ANSA) - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, afirmou nesta segunda-feira (24) que a Itália precisa ter "coragem" para tomar "escolhas radicais" e se reerguer da crise econômica.

Em um discurso no Senado, no qual pediu o voto de confiança aos parlamentares, Renzi também anunciou que as prioridades de seu governo serão a educação e as reformas. Em seguida, o déficit da administração pública, fundos para pequenas empresas e reduções fiscais.

"Sabemos perfeitamente que vivemos uma época de grande dificuldade e mordaz responsabilidade. Temos consciência de que devemos recuperar a coragem, o gosto e o prazer de tornar os sonhos maiores e concretos", disse Renzi aos senadores.

O premier disse também que a situação econômica da Itália "requer mudanças radicais das políticas econômicas e procedimentos concretos". Segundo ele, essas idéias já foram discutidas e serão aprofundadas nas próximas semanas com Pier Carlo Padoan, vice-secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e que foi nomeado por Renzi como novo ministro da Economia.

Sobre a lei eleitoral e a reforma da Constituição, Renzi garantiu que se chegou a um acordo que "vai além da maioria de governo". "Nós respeitaremos esse acordo nas épocas e nas modalidades estabelecidas", comentou.

"Espero poder ser o último premier a pedir o voto de confiança no Parlamento", afirmou Renzi. A votação de confiança no Senado começará por volta das 20h locais (16h no horário de Brasília). Essa é a primeira prova de Renzi no Parlamento italiano. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA