PD enfrenta tensão com projeto de reforma do Senado

Partido de premier italiano Matteo Renzi pode sofrer racha

Partido do premier italiano enfrentou momentos de tensão no Senado
Partido do premier italiano enfrentou momentos de tensão no Senado (foto: ANSA)
15:03, 08 AbrROMA ZBF

(ANSA) - O Partido Democrático (PD) da Itália, do qual o primeiro-ministro Matteo Renzi faz parte, enfrentou tensões nesta terça-feira (8) devido à proposta de reforma constitucional do Senado. A legenda corre o risco de sofrer um racha nos próximos dias.

O PD havia apresentado seu projeto de lei para apreciação, mas o senador Vannino Chiti, membro da legenda, resolveu lançar individualmente um texto de sua autoria com propostas para a reforma. Os apoiadores de Renzi no Senado estão tentando intervir e impedir que Chiti conquiste apoio de outros parlamentares, principalmente dos opositores do Movimento 5 Estrelas (M5S), do ex-comediante Beppe Grillo, formando, assim, uma nova maioria. O M5S, por sua vez, já informou que o projeto de Chiti é atraente.

Além do projeto de Chiti, outros 21 senadores italianos apresentaram projetos de lei sobre a reforma do Senado. Mas o presidente do país, Giorgio Napolitano, assinou o projeto governista sem fazer nenhuma alteração. Agora, o texto deve ser enviado ao Parlamento. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA