Nascimentos na Itália batem recorde negativo

Em 2013 nasceram 514 mil bebês no país

Nascimentos na Itália batem recorde negativo
Nascimentos na Itália batem recorde negativo (foto: ANSA)
12:34, 26 JunROMA EBA

(ANSA) - Os nascimentos na Itália em 2013 registraram um mínimo histórico, pelo quinto ano consecutivo, nasceram apenas 514 mil bebês no país, informou nesta quinta-feira (26) o Instituto Italiano de Estatísticas (Istat, na sigla em italiano).
    Cerca de 80% dos novos nascimentos são realizados por mulheres italianas e os outros 20% por estrangeiras. O número médio de filhos por mulher caiu de 1,42 em 2012 ara 1,39 em 2013, revela o documento com os indicadores demográficos da Itália.
    A partir de 2009 diante de um contexto de crise social e econômica, os índices mostram que os nascimentos diminuíram constantemente até o número apontado hoje.
    A imigração, um dos fatores que contribuiu nos últimos anos para o crescimento demográfico na Itália, apresentou em 2013 sinais de diminuição, revelam os dados do Istat.
    Em 2013 foram registradas 279 mil entradas de imigrantes contra 321 mil do ano anterior, segundo o documento.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA