Taxas de desemprego na Itália voltam a subir

Índice atingiu 12,6%, um aumento de 0,1 ponto em relação a abril

Manifestantes em Roma pede por mais emprego no país
Manifestantes em Roma pede por mais emprego no país (foto: ANSA)
10:48, 01 JulROMA ZCC

(ANSA) - As taxas de desemprego na Itália tornaram a subir em maio, atingindo o índice de 12,6%. A informação foi revelada pelo Instituto de Estatística Italiano (Istat), assinalando o aumento de 0,1 ponto percentual em respeito a abril, que teve 12,5% e de 0,5 pontos em 12 meses.
    Os desempregados são 22.360 milhões de italianos, um aumento de 0,2% em relação ao mês anterior e que representa 52 mil pessoas. Também cai o número de pessoas sem trabalho com idades entre 15 e 64 anos, que diminuiu 0,5% em relação a abril e 1% em respeito a 2013. As taxas de inatividade são de 36,3%.
    Já as taxas de emprego são de 55,5%, um crescimento de 0,1 pontos em relação a abril, mas em queda de 0,1 pontos em relação a 2013.
    Em relação ao desemprego entre os jovens de 15 e 24 anos, o percentual previsto é de 43% em maio, representando uma queda de 0,3 pontos quando comparado com abril, mas um aumento de 4,2 pontos em relação ao ano.
    700 mil jovens estão desempregados e 11 mil estão buscando emprego nos últimos meses, contra 64 mil um ano atrás. Os inativos com menos de 25 anos, ou seja, aqueles não trabalham e não estão buscando trabalho, são 4.355 milhões, representando uma diminuição de 0,9% no confronto econômico e 0,6% na base anual. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA