'Mezzogiorno' volta a crescer após 7 anos

O PIB do sul da Itália teve alta de 1% em 2015

Sindicatos fazem manifestação na Itália: desemprego está em queda
Sindicatos fazem manifestação na Itália: desemprego está em queda (foto: ANSA)
21:10, 27 JunROMA ZLR

(ANSA) - Pela primeira vez em sete anos, o Produto Interno Bruto (PIB) do "Mezzogiorno", nome pelo qual é conhecido o sul da Itália, fechou o ano com crescimento. Em 2015, a economia da parte meridional do país teve alta de 1%, encerrando uma longa trajetória de queda.

 

O resultado é melhor que o do rico nordeste (0,8%), onde fica o Vêneto, e que o do centro (0,2%), onde está situada a capital Roma, e igual ao do noroeste, das metrópoles Gênova e Turim. Além disso, o desemprego no "Mezzogiorno" também teve uma redução expressiva, caindo 1,5%, contra redução de 0,6% na média nacional.

 

A retomada do sul da Itália deve-se à considerável expansão da agricultura em suas regiões, com um crescimento de 7,3% no ano passado. No entanto, setores como comércio, transportes, telecomunicações (todos estes com alta de 2,6%) e construção civil (1,4%) também tiveram bons desempenhos.

 

Os dados são de um relatório do Instituto Nacional de Estatística (Istat) da Itália e dão um pouco de esperança a uma parcela do país que parecia condenada a uma situação de subdesenvolvimento permanente. O "Mezzogiorno" é a parte mais pobre da nação da bota e engloba as regiões de Abruzzos, Basilicata, Calábria, Campânia, Molise e Púglia, além das ilhas da Sardenha e da Sicília. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA