Centro de Veneza bate recorde populacional negativo

Menos de 55 mil pessoas habitam a área mais famosa da cidade

Veneza passa por problemas de êxodo populacional
Veneza passa por problemas de êxodo populacional (foto: ANSA)
20:01, 11 OutVENEZA ZLR

(ANSA) - Há algum tempo Veneza enfrenta um êxodo populacional desenfreado, mas o número de habitantes na cidade dos canais bateu um novo recorde negativo. Como já havia sido previsto em agosto passado, a população no centro histórico da capital do Vêneto caiu para menos de 55 mil pessoas em outubro, o valor mais baixo já registrado.

 

As informações são do site "Venessia.com", mantido por venezianos que se preocupam com os problema que a cidade vem enfrentando. Os responsáveis pela página atualizam diariamente os dados populacionais do município por meio de painéis eletrônicos colocados em pontos estratégicos.

 

Estima-se que, em média, 2,6 pessoas abandonem a cidade a cada dia. A tendência negativa não diz respeito apenas ao centro histórico, mas também se refere às outras ilhas da Lagoa de Veneza, como Lido e Murano.

 

No próximo dia 12 de novembro, o site promoverá um protesto contra o êxodo, convidando os venezianos a saírem com malas para representar sua partida. "Será um movimento forte para questionar a política municipal e regional, porque não parece que os moradores locais sejam prioridade em seus programas", disse Matteo Secchi, um dos porta-vozes do grupo Venessia.

 

Uma das principais razões para o despovoamento de Veneza é o turismo desenfreado, que eleva os preços e força seus habitantes a se mudarem. Nos últimos meses, a tensão entre venezianos e turistas tem aumentado, com o surgimento de cartazes pedindo para viajantes irem embora e de páginas nas redes sociais para denunciar comportamentos inadequados dos forasteiros. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA