Protesto contra gasoduto termina em confronto na Itália

Manifestantes se opõem a desmatamento de 200 oliveiras

Protesto contra gasoduto termina em confronto na Itália (foto: ANSA)
13:04, 28 MarROMA ZBF

(ANSA) - Manifestantes e policiais entraram em confronto nesta terça-feira (28) na cidade de Melendugno, na Itália, durante um protesto contra a construção de um gasoduto que levará ao país gás do Azerbaijão. Cerca de 300 ativistas contrários à obra protestaram nesta manhã, junto com sindicalistas, conselheiros regionais e com o prefeito Marco Potì.

Um italiano que está em greve de fome há uma semana, Ippazio Luceri, passou mal durante a confusão e precisou ser resgatado. As obras recém-retomadas para a construção do gasoduto destruirão 200 árvores oliveiras em Melendugno, na região da Puglia.

A construção do gasoduto foi autorizada pelo Ministério do Meio Ambiente da Itália, que notificou a Prefeitura de Lecce, a qual, há uma semana, pediu para a multinacional responsável pela obra suspender o projeto. O Gasoduto Trans-Adriático (TAP) ficará na localidade de San Basilio e está planejado desde 2013 pelas empresas Statoil, Axpo e E.On, prevendo ligar os gasodutos orientais do sul da Itália através do norte da Grécia, Albânia e Mar Adriático. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA