Homem preso por nadar na Fontana di Trevi recusa pagar multa

Espanhol disse que o dinheiro "não existe em sua filosofia"

Fontana di Trevi fica no centro de Roma e passou por restauração recentemente
Fontana di Trevi fica no centro de Roma e passou por restauração recentemente (foto: ANSA)
18:43, 26 AbrROMA ZLR

(ANSA) - O turista espanhol de 30 anos que foi detido e multado em 450 euros (R$ 1,5 mil, segundo a cotação atual) no último fim de semana por nadar na Fontana di Trevi, em Roma, afirmou nesta quarta-feira (26) que não pagará a sanção.

De volta a um dos monumentos mais famosos da capital da Itália, o viajante falou com a ANSA e disse que não pretende quitar a multa porque fez um "ato de beleza". "O dinheiro não existe em minha filosofia. Se eu for para a prisão, levarei flores. Essa fonte é feminina, e eu amo as mulheres acima de todas as coisas. Essa fonte me conecta com a feminilidade", declarou.

O espanhol também alegou que não fez nenhum mal e que entrou na água apenas para prestar uma "homenagem" ao monumento. "Em nossa sociedade, a sensibilidade está muito pouco desenvolvida. É difícil acreditar que um rapaz que entra nu na água com flores e uma túnica branca não queira fazer um ato de vandalismo", acrescentou.

O mesmo turista já se despiu em outros pontos turísticos bastante visitados, como o Museu do Louvre, em Paris, e as Gallerie degli Uffizi, em Florença. Perguntado sobre onde será seu próximo ato, ele desconversou: "Isso é um segredo". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA