Após fraude de enfermeira, Itália decide ampliar vacinas para 20 mil pessoas

Força-tarefa havia anunciado que 'apenas' 7 mil seriam vacinadas

Após fraude de enfermeira, Itália decide ampliar imunização para 20 mil pessoas
Após fraude de enfermeira, Itália decide ampliar imunização para 20 mil pessoas (foto: ANSA)
10:58, 04 MaiUDINE ZGT

(ANSA) - A força-tarefa instalada em Údine para investigar o caso de uma assistente sanitária que fingia vacinar crianças e adolescentes de Friuli decidiu ampliar para 20 mil o número de pessoas que precisarão passar por nova imunização.

No fim de semana, os profissionais informaram que eram sete mil crianças e adolescentes que deveriam passar por uma nova vacinação, mas decidiram ampliar o número de pessoas como "máxima cautela" para evitar possíveis contágios.

De acordo com a força-tarefa, 7,5 mil crianças e adolescentes precisarão tomar doses da hexavalente (poliomielite, difteria, coqueluche, tétano, haemophilus e hepatite B), quatro mil da tetra-viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), dois mil para a meningite meningocócica, 4,7 mil da TBE (encefalite por picada de carraça) e 350 do HPV (papilloma vírus).

A fraude da assistente ocorreu entre 16 de novembro de 2009 e 18 de dezembro de 2015, enquanto ela atuava na Codroipo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA