'Herói da esquerda confessou', diz Bolsonaro sobre Battisti

Presidente usou o Twitter para comentar admissão de culpa

Jair Bolsonaro sempre defendeu a extradição de Cesare Battisti
Jair Bolsonaro sempre defendeu a extradição de Cesare Battisti (foto: EPA)
12:19, 25 MarSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter nesta segunda-feira (25) para comentar a confissão de Cesare Battisti, que admitiu envolvimento nos quatro homicídios pelos quais foi condenado à prisão perpétua.

"Battisti, 'herói' da esquerda, que vivia colônia de férias no Brasil e apoiado pelo governo do PT e suas linhas auxiliares (PSOL, PCdoB, MST), confessou pela 1º vez participação em 4 assassinatos quando integrou o grupo terrorista Proletários Armados pelo Comunismo", disse o presidente.

"Por anos denunciei a proteção dada ao terrorista, aqui tratado como exilado político. Nas eleições, firmei o compromisso de mandá-lo de volta à Itália para que pagasse por seus crimes. A nova posição do Brasil é um recado ao mundo: não seremos mais o paraíso de bandidos!", acrescentou.

Bolsonaro ainda postou uma imagem que mostra Battisti ao lado de políticos brasileiros, como Eduardo Suplicy (PT), Ivan Valente (Psol) e Chico Alencar (Psol). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA