Itália denuncia casal por tentar deixar zona isolada

Moradores de Parma tentaram embarcar para férias em Madri

Casal estava tentando deixar zona isolada para passar férias na Espanha
Casal estava tentando deixar zona isolada para passar férias na Espanha (foto: Ansa)
09:49, 09 MarBOLONHA ZLR

(ANSA) - Policiais de Parma, na Itália, denunciaram duas pessoas de 20 e 25 anos nesta segunda-feira (09) por terem violado o decreto que isola a região da Lombardia e 14 províncias do país como forma de evitar a propagação do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

O casal foi abordado pelos oficiais enquanto se dirigia para o aeroporto internacional Guglielmo Marconi. Ao serem questionados sobre os motivos de estarem fora de sua cidade de origem, ambos informaram que iriam viajar de férias para Madri, na Espanha. Os policiais fizeram a denúncia na hora.

O decreto publicado neste domingo (8) proíbe que cidadãos deixem a região da Lombardia e as províncias de Parma, Pádua, Treviso, Veneza, Modena, Piacenza, Reggio Emilia, Rimini, Pesaro e Urbino, Alessandria, Asti, Novara, Verbano-Cusio-Ossola e Vercelli a não ser por "comprovadas exigências de trabalho, situações de necessidade ou motivos de saúde". A medida, que afeta 18,4 milhões de pessoas, foi tomada como uma das formas de controlar a epidemia do novo coronavírus e vale até o dia 3 de abril. De acordo com o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, a ideia não é a "proibição absoluta dos deslocamentos", mas firmar a consciência entre os cidadãos de que "há regras a serem respeitadas".

Além da restrição de circulação, o novo decreto ainda versa sobre o funcionamento de bares e restaurantes, bem como o fechamento de teatros, museus e cinemas. O Sars-CoV-2 já infectou, ao menos, 7.375 pessoas na Itália, sendo que 366 morreram. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA